Links

27.5.08

Passeio de Sábado, dia 24 de Maio de 2008 ( visita aos turistas de Vilamoura )

Olá mais uma vez. Para não demorar muito tempo, faço desta vez, um breve resumo da volta do passado Sábado, dia 24 de Maio.
Bem pessoal, mais uma vez os alunos que decidiram aparecer neste Sábado foram surpreendidos, pois fizemos um tipo de experiência com alguns obstáculos andantes, que nem sequer sonhávamos que poderia acontecer, mas a vida é cheia de surpresas, e estas últimas sessões de BTT têm sido um pouco diferentes do resto do ano.
O principal culpado disto tudo foi o tempo instável, que por sorte ou azar, decidiu mudar para chuvoso na Sexta-feira. Nos planos do Prof. Paulo estava previsto um tipo de aventura totalmente diferente da que tivemos no Sábado, pois este tinha planeado fazer a mesma volta do Sábado anterior, mas desta vez ao contrário, o que não sucedeu por causa das nuvens escuras que avançavam em direcção ao mar, e como junto ao mar o céu estava limpo foi para lá que nos dirigimos.
Seguimos pela Campina, por estradões de terra batida e depois nas Benfarras apanhámos a estrada de alcatrão e seguimos até Vilamoura.
É neste contexto que nos surge a parte mais engraçada do passeio que só foi possível porque o grupo estava reduzido a cerca de 12 pessoas. Ao passarmos pelo circuito entre a relva na avenida de Vilamoura, onde várias pessoas passeavam, os nossos alunos tiveram uma experiência um pouco diferentes do que estão habituados pois tinham de se desviar das pessoas e ainda por cima tiveram de gramar com as bocas de alguns convencidos, o que os indignou um pouco.Então seguimos até aos molhos de Vilamoura, passando pela pista de BMX,
e seguimos viagem até aos molhos.


Então prosseguimos até nos cruzarmos outra vez com pessoas a pé, com a diferença em relação às anteriores, que mesmo sendo em maior número e o espaço ser mais largo, estas eram muito mais simpáticas que as anteriores e desviavam-se para nós passarmos.
É então que um dos alunos faz uma coisa que não se vê todos os dias, mas que foi bastante cómica pois após ter mostrado os seus dotes de equilíbrio nas rampas de BMX, volta a mostrar os seus dotes de travagem e posteriormente de queda, ao tentar travar no lodo da rampa, para a água da Marina de Vilamoura.
Então seguimos até à Várzea de Quarteira, onde quatro dos participantes surpreenderam o restante grupo ao fazer uma subida que até aí se julgava ser quase impossível (parabéns aos quatro) …
É então que começa a chover, o que fez com que tivéssemos de acelerar o ritmo para chegar mais rapidamente à escola, e até lá chegarmos foi sempre a rolar.
E acho que o resto da história já todos sabem como é…
Espero que tenham gostado e até Sábado… já agora fiquem bem e façam um comentário!
Revisão do texto por Ti Maria

4 comentários:

Ti Babi disse...

O tipo de terreno não é dos mais engraçados pois era praticamente plano, mas o mais engraçado foi andar no meio das pessoas.
Só para me gabar, quem subiu a subida quase impossivel fui eu, o camara-man ti Manel, o Rúben Martins e o Hernani :D.

Ti Paulo disse...

Para que não hajam dúvidas sobre o feito, aqui ficam alguns factos que eu julgo serem importantes:
>O 1º a subir foi o Emanuel;
>O 2º a subir foi o Ti Babi, com a faca nos dentes como os piratas;
>O 3º a subir foi o Hernani, pelo lado direito (com regos) e no prato do meio;
>O 4º a subir foi o Rúben Caches, já preocupado de ver tantos a subir.
Assim fica o relato detalhado da tal subida.

Gil disse...

Haha essa so ruben caches tá boa.
Pois é Babi gostas muito de te gabar :D mas vá tem que se admitir que não andas nada mal.

Ruben (caches) disse...

Pois...
Mas esqueceram-se de dizer que subi, pelos dois lados...(até pelo lado dos regos), mas foi no 1º prato...lol